Blog

Tenho câncer de tireoide e agora? Voltar

03 de setembro de 2020
”Tenho câncer de tireoide, e agora?”

O câncer de tireoide apesar de ser maligno, apresenta um bom prognóstico na maioria dos casos. Até 90% deles correspondem aos carcinomas papilífero e folicular, que são bem diferenciados, associados a alta taxa de remissão e baixa mortalidade com tratamento adequado.

Como é o tratamento?
A abordagem inicial envolve a remoção de parte ou de toda tireoide para avaliação. O tratamento completo irá depender da avaliação de vários detalhes do carcinoma removido, como extensão do acometimento, presença de metástases e invasão de órgãos e vasos adjacentes. Dessa forma, classificamos o risco do câncer em baixo, intermediário e alto.⁣

A partir de então, avaliamos a radioioderapia. Utilizamos iodo radioativo para “queimar” possíveis restos tumorais, porém não é necessário em todos os casos. Está indicado nos cânceres de maior risco, mas sempre na menor dose possível para evitar efeitos adversos da radiação.

E após o tratamento o que fazer?
Essa é uma fase importante. Apesar de obtermos ótimos resultados com a cirurgia e radioiodo, ainda se trata de um câncer maligno e o rastreio de recidiva, com controles laboratorial e radiológico devem ser mantidos por toda a vida.

Além disso, há necessidade de reposição do hormônio tireoidiano com levotiroxina, a qual deve ser sempre ajustada de acordo com o tipo e risco do seu câncer.

Você tem ou teve câncer? Tire suas dúvidas! E não deixe de acompanhar.
 
compartilhe esse post