Doenças

Diabetes Gestacional Voltar

O diabetes gestacional é a alteração metabólica mais comum da gestação, acometendo 17% das gestantes.

Durante a gravidez ocorrem adaptações na produção hormonal materna para permitir o desenvolvimento do bebê. Na segunda metade da gestação, alguns hormônios produzidos pela placenta reduzem a ação da insulina, responsável pela captação e utilização da glicose pelo corpo. Em consequência, há um aumento da produção de insulina para compensar esse quadro de resistência à sua ação. Em algumas mulheres, entretanto, este processo não ocorre e elas desenvolvem quadro de diabetes gestacional, caracterizado pelo aumento do nível de glicose no sangue.

Quando o bebê é exposto a grandes quantidades de glicose, há maior risco de crescimento fetal excessivo, partos traumáticos, hipoglicemia neonatal e até de obesidade e diabetes na vida adulta.

O diabetes gestacional pode ocorrer em qualquer mulher e não é comum a presença de sintomas. Por isso, recomenda-se que todas as gestantes, a partir da 24ª semana (início do 6º mês) de gravidez, façam a avaliação da glicose em jejum e da glicemia pós ingestão de 75g glicose, o chamado teste oral de tolerância a glicose (TOTG).