Doenças

Síndrome dos Ovários Policísticos Voltar

A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) acomete cerca de 10% das mulheres em idade reprodutiva, porém sua causa não é bem esclarecida e cerca de 1/3 das acometidas demora mais de 2 anos para ser diagnosticada.

A SOP é baseada na tríade: aumento de hormônios masculinos (hiperandrogenismo clínico ou laboratorial), ciclo menstrual irregular (ou ausente) e ovário policístico ao ultrassom. A presença de 2 dessas permite o diagnóstico da síndrome. Perceba que os policistos ovarianos podem não estar presentes.

As manifestações clínicas englobam acne, excesso de pelos grossos, queda de cabelo acentuada, pele oleosa, menstruação irregular ou ausente. A interferência no ciclo menstrual pode ser grande, sendo a síndrome uma importante causa de infertilidade.

As pacientes portadoras de SOP apresentam ainda maior propensão de desenvolver distúrbios metabólicos, como obesidade, diabetes, hipertensão, aumento de colesterol. Além disso, está associada ao aumento de determinados tipos de câncer.